Passo a passo para manter a sua piscina limpa

Cloro, pH, algicida, entre outros produtos devem ser utilizados para que a piscina não se torne fonte de doenças para os banhistas

A piscina é o cenário perfeito para os bons momentos de lazer com amigos ou mesmo um momento mais íntimo de relaxamento. Seja qual for a ocasião, a piscina deve estar sempre limpa, caso contrário ela pode ser fonte de doenças, além de a sujeira poder danificá-la.

A Maria Brasileira preparou 5 dicas para você manter sua piscina bonita e limpa a qualquer hora para a sua família e amigos. Confira!

 

  1. De olho no pH

Verificar o pH da água da piscina é sempre importante, pois isso pode acarretar diretamente na saúde do banhista, causando, por exemplo, irritação nos olhos e na pele. Recomenda-se que o pH esteja entre 7.0 e 7.4 e isso deve ser medido com um Kit específico.  Se sua piscina apresentar pH baixo significa que a água está ácida. A solução é elevar o pH (carbonato de sódio). Mas se o pH estiver alto, a água está alcalina. Então, aplique o redutor de pH (ácido muriático ou bissulfato de sódio em pó).

  1. Não se esqueça do algicida nem do cloro

Também é importante estar de olho na proliferação de algas azuis ou verdes. Elas escurecem a cor da água, além de contaminar a piscina. Recomenda-se a quantidade de 5 a 7 ml de algicida para cada 1 mil litros de água. Importante aplicar o produto após a correção do pH. Por fim, e não menos importante, está o cloro, que ajuda a eliminar bactérias e fungos causadores de doenças. Para cada 1 mil litros de água aplique 4 gramas de cloro. Vale ressaltar que o cloro pode ser aplicado em dias alternados, preferencialmente ao final da tarde.

  1. Escova e peneira às mãos!

Para manter a piscina limpa por mais tempo você vai precisar usar escova e peneira. Escove as paredes e as bordas logo que perceber algum escurecimento. Com a peneira é possível tirar insetos e folhas que acabam por interferir na eficiência do cloro. As sujeiras também podem entupir o filtro.

  1. Cuidado com filtro solar

O uso de filtro solar e óleos de bronzeamento deixam a água da piscina suja. Esses produtos deixam uma camada de gordura na água o que dificulta ainda mais o tratamento. Além disso, essas impurezas podem causar corrosão e incrustação nos equipamentos. Por isso a importância de se banhar antes de dar aquele mergulho.

  1. Vamos proteger a piscina

Uma piscina sem proteção está mais sujeita às impurezas que o vento traz. A solução está nas capas, que podem ser de proteção (lona) ou térmica. A primeira, apenas isola a piscina do ambiente externo. Algumas possuem sistema de drenagem que remove o acúmulo de água que fica depositado sobre o material. Já a capa térmica permite conservar em até 80% a temperatura. Com isso o volume da piscina é mantido, pois sua tecnologia permite a redução da evaporação.

 

Para limpar sua piscina com segurança, os profissionais da Maria Brasileira estão aptos para garantir a qualidade da água, limpeza de filtros, azulejos e ou fibra. Algumas exigem tratamento especial, de acordo com a fibra utilizada na construção. Consulte um profissional na hora de cuidar de sua piscina! O atendimento semanal faz com que a sua piscina esteja livre de quaisquer impurezas.

 

 

 

Compartilhe:

Comentários