CORONAVÍRUS

Coronavírus: Sintomas e precauções

Os coronavírus são uma grande família viral, conhecidos desde 1960. Com o vírus chegando ao Brasil existem algumas recomendações que todos devemos seguir, confira:

Em seu estado comum o coronavírus se comporta como um resfriado, o que lhe difere da gripe comum é a causa de doenças respiratórias. São doenças já conhecidas de crises passadas como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS) e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS), respectivamente descobertas em 2002 e 2012 essa dupla já tomou os noticiários mundiais em época de suas pandemias.

Sintomas do Coronavírus

Como já dito anteriormente o quadro clínico da doença é parecido com o da gripe comum, porém, o COVID-19 possui um diferencial sério. Os sintomas desse vírus são:

  1. febre;
  2. tosse;
  3. dificuldade de respirar.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) os quadros mais sérios podem também ter uma variação entre os seguintes sintomas:

  1. dores;
  2. congestão nasal;
  3. coriza;
  4. dor de garganta;
  5. diarreia.

Caso você possua alguns desses sintomas a orientação é avisar seus familiares e amigos o mais rápido possível. Evite também sair de casa e ter contato com outras pessoas, isso vai fazer com que o vírus não se propague tão rapidamente.

Se você não está no grupo de risco do coronavírus – pessoas com mais de 60 anos, hipertensos ou diabéticos – não há com o que se preocupar. Ainda sim é recomendável que você, se apresentar sintomas, fique em casa. No momento que estamos é fundamental que deixemos postos de saúde para quem realmente corre risco com a doença.

Precauções

Coronavírus é altamente contagioso e apesar dos esforços da população o desespero acaba por atrapalhar na prevenção. Muitos boatos correm soltos pela rede e acabam propagando modos errados ou desnecessários de se prevenir do coronavírus.

Entendendo como o vírus se propaga:

  • Ele só pode ser transmitido via gotículas de saliva ou mucosa.
  • A saliva fora do organismo não sobrevive mais que meia hora. Todavia a mucosa deixa o coronavírus vivo por até 3 dias em ambientes quentes e 9 dias em ambientes frios.

Boatos

Para não ter erro reunimos as dúvidas e boatos mais recorrentes da internet e vamos solucioná-las pra vocês:

  • Utilizar a máscara é fundamental para evitar o vírus!

ERRADO – A utilização das máscaras somente funciona para evitar que pessoas com o vírus o propaguem ainda mais via saliva. Previnem apenas que ao falar, espirrar ou tossir as gotículas de saliva não se propaguem tanto.

Você, saudável, utilizando a máscara vai apenas fazer com que toque mais a face com a mão. Deste modo estaria levando o vírus diretamente para a área de contaminação. As máscaras de “papel” (as branquinhas) que normalmente encontramos em farmácias não é suficiente para filtrar o vírus.

As máscaras mais resistentes (azuis e com filtro) apesar de funcionarem bem para filtrar o coronavírus precisa ser utilizada de uma maneira muito correta. Sem falar que caso você toque a face utilizando a máscara é completamente em vão os esforços de contenção do vírus.

  • Álcool em gel é suficiente para eliminar o vírus!

ERRADO – O álcool em gel é sim uma ótima saída para poder contornar a falta de água e sabão enquanto estiver nas ruas. Quando se trata de se desinfectar do coronavírus após uma saída pela cidade é muito mais recomendável água e sabão do que um banho de álcool em gel.

Apesar de ser importante a melhor saída é sempre lavar as mãos com água e sabão. Antes e depois de refeições e também antes e depois de utilizar o banheiro. O vírus pode sim adentrar pelo seu corpo via partes íntimas então tome muito cuidado!

Um outro boato recorrente é que o Iodo médico (Riodeine) ou afins também serviria para desinfecção. Como dito, apenas um boato. Utilizar de iodo para higienização é errado pois você não desinfeta a sua pele e pode criar uma resistência ao iodo deixando a pele mais sensível.

  • Animais propagam o coronavírus!

ERRADO – Animais contraíram sim o coronavírus, porém, não existe comprovação científica que seu cachorro ou gato irá virar transmissor do vírus. Então nada de abandonar os seus bichinhos!

  • Água morna, sal e vinagre impedem o coronavírus de agir!

ERRADO – O boato consiste na ideia em que o vírus permanece na garganta quatro dias antes de agir para o corpo todo. É falso, o coronavírus age rápido no seu organismo e não há como parar a infecção. Apesar do gargarejo com vinagre ser útil para dores de garganta ele não irá eliminar o vírus do seu corpo, então ainda estará contaminado.

Um outro boato similar a este é a de que vinagre para limpeza substitui o álcool em gel. Não foi comprovado a eficácia do vinagre de limpeza no combate de vírus, não sendo recomendável a substituição. Sempre vale ressaltar que o melhor método de prevenção é lavar as mãos com água e sabão.

Todas as informações presentes neste artigo são baseadas no manual da OMS e em médicos especialistas. Para mais informações sobre o vírus confira o nosso blog e acompanhe nosso Instagram e Facebook.

Compartilhe:

Comentários