Baby Sitter: como escolher a melhor

Currículo profissional e habilidades de primeiros socorros estão entre os diferenciais na escolha de uma baby sitter.

A dinâmica das famílias mudou. Hoje em dia, pais e mães têm jornadas extensas de trabalho e consequentemente, menos tempo com os filhos. Neste cenário, o profissional baby sitter vem crescendo no mercado que ao contrário da babá, não tem vínculo empregatício e atende em dias e horários diferentes, conforme a demanda.

Mas antes de confiar as suas crianças nas mãos de um baby sitter, certifique-se das experiências do profissional e solicite referências de outros trabalhos anteriores.

As habilidades pedagógicas também são um importante diferencial, pois isso facilita o envolvimento das crianças em atividades educativas. Essas habilidades também fazem com que o profissional esteja preparado para situações adversas, momentos que exigem carinho e respeito. Para tanto, comunicar-se corretamente e bem é característica imprescindível na escolha da baby sitter.

Vale ressaltar também que o profissional deve estar preparado para situações de emergência, como um acidente, por exemplo. O ideal é que este profissional seja qualificado em primeiros socorros e capaz de agir com rapidez e calma.

Outros requisitos que os pais devem ser atentar são pontualidade e flexibilidade, pois às vezes podem acontecer alguns imprevistos e o horário combinado se estender. Além disso, muitas famílias pedem que o profissional acompanhe a criança em festas, restaurantes ou viagens, por isso a baby sitter deve ser comprometida com as necessidades dos pais.

Para você que procura profissionais treinadas, qualificadas e com experiência, a Maria brasileira oferece o serviço de baby sitter com profissionais aprovadas em um rigoroso processo seletivo. Elas estão de prontidão para lhe atender em alguma ocasião especial, em seleções e indicações de mensalistas ou simplesmente para algumas horas de cuidado especial.

 

 

Compartilhe:

Comentários